top of page
160ee6c0-457f-4996-9239-29b5d6455e6c.JPG

Falta de infraestrutura no Pedra 90 é tema de tribuna livre


A falta dos serviços de água e energia elétrica nas imediações do bairro Pedra 90 e Cinturão Verde foi tema da Tribuna Livre da Câmara Municipal nesta terça-feira (16) com a participação do líder comunitário do bairro, Antônio Alves da Silva Filho (Antônio Léo), que compareceu a convite da vereadora Edna Sampaio (PT).


Ele protocolou no gabinete da vereadora um abaixo-assinado com 140 assinaturas de moradores de chácaras loteadas na região, que desde os anos 1990 aguarda por melhorias na infraestrutura.


Segundo Léo, ao longo dos anos, várias administrações municipais e estaduais prometeram resolver o problema e parte da região recebeu pavimentação asfáltica e serviços de água, sem contudo, atender às necessidades da população.


“Colhemos na região necessitada, 140 assinaturas de pessoas que estão pedindo e necessitando desse ato público para que a população seja contemplada o mais rápido possível. Peço, em nome dessa comunidade, em torno de 50 famílias, a extensão de rede de água e luz e continuidade da instalação dessa rede para que a comunidade possa receber serviços de qualidade”, disse ele.


“Entramos em contato com a vereadora Edna Sampaio, que prontamente nos atendeu e não tem medido esforços para ajudar a comunidade. Estamos muito gratos a ela e muito contentes”.


Edna Sampaio disse que esteve no bairro, se reuniu com as famílias, constatou as más condições dos serviços de água e identificou diversas iniciativas de atividades econômicas abandonadas por falta de energia elétrica.




“Existe uma infraestrutura completamente inadequada para a distribuição de água, com canos de plástico à mostra, e desperdício, e isso traz muitos problemas à população. Estamos em pleno século 21, precisamos superar a condição em que algumas famílias mais distantes do centro da cidade ainda vivem”, disse ela.


“A cidade precisa ser para todo mundo, precisa garantir as condições mínimas de oportunidades e dignidade para a população que vive distante do centro”.


Segundo a vereadora, os moradores informaram que apresentaram essa demanda ao prefeito Emanuel Pinheiro ainda durante a campanha eleitoral. Ela pediu aos parlamentares que formem uma frente para dialogar com o poder executivo, e apontou a necessidade urgente de adequação das políticas públicas, diante da expansão acelerada da cidade.


"É preciso fazer a requalificação dos limites entre zona urbana e rural no plano diretor, mas, independente disso, essas pessoas precisam de atendimento do poder público e é responsabilidade do município fazer isso. É um pedido mais do que justo”, disse.



Comments


bottom of page