Contra o racismo em ônibus coletivos

Atualizado: 27 de abr. de 2021





A vereadora Edna Sampaio (PT) protocolou nesta sexta (23) junto às secretarias municipais de Assistência Social e Direitos Humanos, e de Mobilidade Urbana pedido de informações sobre as medidas que estão sendo tomadas pelo executivo para combater o racismo nos ônibus coletivos de Cuiabá.


Ela citou o caso mais recente, ocorrido na terça (20), quando dois haitianos foram xingados e intimidados por outro passageiro dentro de um ônibus. Ele usou palavrões e fez referência ao nazismo. O crime foi filmado e o vídeo viralizou nas redes sociais.


Na imagem, assim que os haitianos entram no veículo, um homem começa a xingá-los, se referindo à nacionalidade e à cor de pele dos dois, e expressando apoio ao ditador nazista Adolf Hitler.


A polícia e entidades representativas dos migrantes, como a Associação de Defesa dos Haitianos Imigrantes e Migrantes em Mato Grosso (ADHIMI-MT), tentam identificar o agressor e as vítimas, que ainda não registraram boletim.


No documento, a vereadora pede informações acerca das medidas que vêm sendo tomadas pela administração pública municipal no combate ao racismo e à discriminação racial no transporte coletivo urbano municipal.


“Este fato gerou grande preocupação, já que se constitui como baliza da República Federativa do Brasil, prevista na Constituição Federal, o combate ao racismo no país e a integração social, econômica, política e cultural dos povos da América Latina”, diz o texto, citando tratados internacionais sobre discriminação racial que protegem as vítimas.


A vereadora tem debatido com o segmento dos migrantes na capital e realizará audiência pública na Câmara sobre a situação do migrante. Recentemente foi aprovada proposta de sua autoria que cria no calendário municipal a semana do migrante.