top of page
160ee6c0-457f-4996-9239-29b5d6455e6c.JPG

Edna recebe prêmio do coletivo MT Queer



A vereadora Edna Sampaio (PT) foi uma das personalidades premiadas pelo apoio dado por ela ao Coletivo Audiovisual MT Queer, de Cuiabá, durante a cerimônia “MT Queer Premia 2023”, na noite desta terça-feira (12), no teatro Zulmira Canavarros.


O MT Queer é um coletivo LGBTQIA+ de audiovisual matogrossense dedicado à produção de webseries e curtas metragens para a internet com temas relacionados a esse público.


No final do mês passado, o grupo venceu a categoria de Melhor Roteiro de Drama do festival de websérie Rio Webfest com o curta "Flor Cuiabana", do diretor e roteirista Elton Martins, que retrata a história da inclusão de uma mulher transgênero em um grupo tradicional de siriri. A vereadora foi uma das apoiadoras da participação do grupo no evento.



Para Edna Sampaio, mais do que um projeto audiovisual, o coletivo MT Queer é um representante do movimento social. Ela destacou o diálogo existente entre seu mandato e o público LGBTQIA+ e agradeceu ao grupo por divulgar a cultura mato-grossense.



“Aqui há uma escritura de uma história dos invisíveis, dos oprimidos, das pessoas negras, LGBTs, cujos corpos são sempre corpos políticos, estejam eles onde estiverem”, disse.


“Por sermos corpos políticos em uma sociedade que quer nos eliminar, sempre incomodamos muito e, por isso, é muito importante este momento de celebração, acolhimento, de dar visibilidade e contar histórias que, para mim,  respondem  a uma pergunta: E se o mundo não fosse LGBTfóbico? E as histórias que vocês contam mostram como esse mundo seria. Muito obrigada por fazerem isso por todos nós”, completou.


O MT Queer funciona de forma independente e coletiva, buscando pessoas e empresas interessadas em colaborar com o processo de produção que resulta nas séries exibidas a partir do ano de 2018.



Comments


bottom of page