Vereadora propõe discussão sobre destinação de lixo






O ambientalista Hélio Augusto Gomes, criador do personagem “Fiscal do Lixo”, figura folclórica da capital, esteve na Câmara nesta terça-feira (7) para falar sobre a importância da destinação correta ao lixo produzido, em referência ao Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado no último dia 5 de junho.


O “Fiscal do Lixo”, que compareceu a convite da vereadora Edna Sampaio (PT), utiliza recursos lúdicos para discutir o tema, alertando a população para o descarte correto do lixo.


O ambientalista, que já integrou o Movimento Nacional dos Catadores de Papel Reciclado, denunciou a situação do aterro sanitário da capital, criado há 26 anos, que hoje se encontra abandonado e defendeu a criação de comitês de mobilização de limpeza urbana.


“Cuiabá está produzindo, diariamente, entre 600 a 700 toneladas de resíduos sólidos, 10% das quais são absorvidos pela coleta reciclável, em parceria com cooperativas de catadores”, disse.


Ele apresentou as ações desenvolvidas para divulgar os espaços verdes do Estado e combater a poluição ambiental por meio do “Fiscal do Lixo”, entre elas a recuperação do rio Mutuca.


“Precisamos muito que o poder público olhe com determinação para questões ambientais, elaborando políticas públicas que, de fato, possam mudar essa realidade de emergência climática que vivemos e nós, aqui no Centro-Oeste e do Pantanal, temos uma contribuição muito importante a dar”, disse Edna Sampaio.


“Não estamos dando ainda, Cuiabá tem perdido a cada dia o título de cidade verde e é necessário que retomemos a perspectiva de cuidado com a destinação do lixo, de seletividade na coleta, de reaproveitamento, de fazer hortas urbanas nas cidades, pois isso é importante para garantir alimento de qualidade e próximo da população. Também é fundamental educar”.


“Aprovamos na Câmara, no início deste ano, um projeto de lei para combater incêndios, situando o município como protagonista das políticas ambientais para lutar contra essa tragédia que tem dizimado a vida em nosso planeta”, comentou.