Situação da cooperativa Coorimbatá será tema de reunião entre Edna e executivo

Atualizado: 16 de ago. de 2021

Por: Neusa Baptista Pinto


A instalação do Banco de Alimentos de Cuiabá no espaço onde hoje funciona a Cooperativa dos Pescadores e Artesãos de Pai André e Bonsucesso (Coorimbatá) será o tema de uma reunião no próximo dia 16 (quarta-feira) entre a vereadora Edna Sampaio (PT), os membros da cooperativa e o secretário municipal de Agricultura, Trabalho e Desenvolvimento Econômico, Francisco Vuolo.


Um acordo entre os produtores e a prefeitura permitirá que ambas as instituições funcionem no mesmo espaço, no bairro do Porto, em Cuiabá, que deve ser reformado.


A cooperativa reúne produtores da capital, Sinop, Pontes e Lacerda e Cáceres e tem entre seus parceiros a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e a Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat).


Recentemente, a Secretaria requisitou o espaço para a construção do Banco de Alimentos do município e criou-se um impasse sobre o destino dos produtores.


Em março deste ano, a cooperativa e professores da UFMT procuraram Edna Sampaio para pedir apoio e evitar o despejo. A parlamentar e membros da cooperativa chegaram a se reunir com o Secretário Vicente Vuolo, mas o impasse não foi resolvido.


No último dia 27 de maio, ela e o vereador Dídimo Vovô se reuniram com o prefeito Emanuel Pinheiro, que garantiu a permanência da cooperativa no local.


Em reunião do Fórum Territorial de Segurança Alimentar e Nutricional e Economia Solidária da Baixada Cuiabana, nesta quarta (9), Edna Sampaio e a equipe do mandato participaram da discussão sobre as demandas do segmento.


O fórum reúne mais de 30 membros, entre empreendimentos agrícolas de economia solidária e empreendimentos urbanos de economia solidária, como a Coorimbatá, instituições do setor público e entidades de apoio.


Entre os apoiadores estão o Mandato Coletivo pela Vida e por Direitos e a Vereadora Edna Sampaio, e a deputada estadual Professora Rosa Neide (PT). Conquistar espaços físicos para os empreendimentos é uma das principais dificuldades.


“Tivemos algumas demandas atendidas pela participação do mandato da vereadora Edna Sampaio, que se fez presente, valorizando o grupo e isso foi primordial até mesmo para o fortalecimento da organização; quando os empreendimentos se sentem atendidos, fortalecidos e isso fortalece toda a organização do fórum”, disse Elisabete Maria da Silva, uma das coordenadoras do fórum.


“Quando a vereadora mobilizou toda a sua equipe para que a cooperativa permanecesse no seu espaço foi uma grande conquista para a Coorimbatá; eles estavam desesperados, pois iriam ter que sair dali e o fato da vereadora ter feito esta negociação e essa cessão dos espaços foi primordial para a organização; foi maravilhoso”, completou ela.

“Em relação à Coorimbatá, nosso papel foi fazer a articulação com a secretaria de Agricultura, juntamente com a prefeitura, para que eles não fossem despejados do espaço que hoje ocupam, que é o mesmo onde a prefeitura tem o projeto de instalar o banco de alimentos; a vereadora fez esse repasse para eles e agendamos nova reunião com o executivo, para que possamos, juntos, definir como será o funcionamento destas duas instituições juntas”, disse Eduardo Santos, assessor parlamentar da vereadora Edna Sampaio e militante da juventude petista.