Semana do Migrante tem sessão solene

Atualizado: 5 de mar.

Vinte e três migrantes de diferentes países foram homenageados pela Câmara Municipal de Cuiabá com moções de aplauso durante sessão solene referente ao Dia do Migrante, comemorado no dia 25 de junho. A cerimônia aconteceu de maneira híbrida, com a presença de alguns migrantes no plenário, como parte da programação da Semana do Migrante de Cuiabá, que começou no dia 18 e encerra-se nesta sexta (25).


Os migrantes agradeceram as honrarias e defenderam políticas públicas para o segmento, citando projeto de lei de autoria do executivo, aprovado nesta quinta (24) pela Câmara Municipal, que cria a política municipal para migrantes, prevendo a instituição do Conselho Municipal de Imigrantes e de um centro de referência.





A vereadora Edna Sampaio apontou os problemas de comunicação, a falta de acesso a moradia e à educação como alguma das principais barreiras a serem enfrentadas pelos migrantes.


“A barreira da língua é muito importante e nós precisamos de políticas públicas para ter intérpretes nas escolas, nas unidades básicas de saúde nas unidades estratégicas onde os migrantes procuram atendimento”, disse.

“Há casos de não atendimento nas unidades de saúde, que levaram inclusive a óbito de imigrantes, que não conseguiram se comunicar e viabilizar o serviço”.


O déficit habitacional é outro desafio apontado pela vereadora. “Ter uma casa, um endereço, um local para se referenciar é uma condição para muitos para ter acesso a políticas públicas e isso é um problema que nós tentamos colocar aqui na Casa para a inclusão na lei que foi encaminhada pelo executivo”, explicou ela, referindo-se a uma emenda de sua autoria ao PL do executivo, a qual foi rejeitada pela Casa.





A vereadora avaliou a realização da Semana do Migrante como uma maneira de pautar as demandas deste segmento. “Toda atividade é uma estratégia para dar visibilidade essas pessoas que, até o presente momento, convivem conosco que estão na cidade inclusive alguns em situação de muita vulnerabilidade que acaba criando um preconceito sobre essas pessoas”, disse ela.


“Queremos mostrar para a sociedade cuiabana que essas são pessoas como qualquer um de nós. Em algum momento, nossos antepassados vieram como imigrantes também e fomos acolhidos”, disse ela.

O estudante haitiano Amos Cesar elogiou a iniciativa da vereadora Edna Sampaio, autora da lei que criou a Semana do Migrante. “É muito louvável, há seis anos estou aqui e é a primeira vez que tenho essa oportunidade. Não sei se, na história Cuiabá, houve um fato igual e acho que vai fazer história. Agradeço esse empreendimento da vereadora e sabemos que nenhum ser humano vai poder recompensá-la”, disse.


Para ele, estas ações podem interferir na forma como a cidade enxerga os migrantes, contribuindo para a diminuição do preconceito.


“Todos esses incentivos vão ter um impacto positivo sobre os imigrantes, principalmente na relação social e na adaptação. As pessoas vão ter um outro olhar para os imigrantes que vivem aqui e agir de maneira diferente, com menos preconceito”, disse.

Morando no Brasil desde 2012, a coordenadora pedagógica do projeto Ciranda, a venezuelana Yndira Villarroel, disse ter enfrentado dificuldades para acesso a trabalho no início de sua experiência no país, mas elogiou a acolhida recebida dos amigos que fez aqui.


“Me encontro bem feliz porque finalmente consegui um lugar que me respeita pelo que faço que abraçou a causa do trabalho imigrante, e que valorizasse essa parte que é tão fundamental”, disse ela.




“Essa semana representa muito para a nossa comunidade, meu agradecimento à vereadora Edna, pois políticas públicas como estas fazem com que a gente siga acreditando que temos importância”.


“É uma grande honra para mim receber da honorável Câmara dos Vereadores de Cuiabá esta menção honrosa que seus membros tão generosamente me concederam. Quero agradecer, antes de tudo, a Deus, à minha família, à comunidade imigrante de Cuiabá e à vereadora Edna Sampaio, que luta pelos direitos humanos de todas as pessoas sem qualquer exceção ou distinção”, agradeceu outro homenageado, o paraguaio Carlos Alberto Martínez Enciso.


Fotos: Carol Siqueira



Confira os homenageados:


1. Rosbelli Margarita Rojas Piñango


2. Frenio Ledoux


3. Yndira Villarroel


4. Carlos Alberto Martínez Enciso


5. Andrés Emiliano Rodrigo Pasquis


6. Herminio Luís Nhantumbo


7. Keiko Ozaki Izawa


8. Shigeaki Izawa


9. Silvina Jana Gomes


10. Gloria María Grández Muñoz


11. Clercius Monestine


12. Ousseynou Dieye – Uzake


13. Diela Tamba Nhaque


14. Kilwangy Kya Kapitango-a-Samba


15. Duckson Jacques


16. Amos César


17. Hernani Ernesto Dias


18. Danise Civil


19. Lorena Del Socorro Sanchez Gonzales


20. Lídia Djú


21. Anilton Andrade Ferreira


22. Stanley Saint Felix


23. Daniel Gabriel



MAIS SOBRE A SEMANA DO MIGRANTE



Vídeo em homenagem aos migrantes

https://www.ednasampaio.com.br/post/v%C3%ADdeo-homenagem-migrantes



Migrantes relatam racismo

https://www.ednasampaio.com.br/post/migrantes-relatam-situa%C3%A7%C3%B5es-de-racismo



Semana do Migrante discute proteção a refugiados

https://www.ednasampaio.com.br/post/semana-do-migrante-discute-prote%C3%A7%C3%A3o-a-refugiados