top of page
160ee6c0-457f-4996-9239-29b5d6455e6c.JPG

NOTA DE REPÚDIO


O Mandato Coletivo pela Vida e por Direitos e a vereadora Edna Sampaio (PT) vêm manifestar publicamente seu repúdio diante da discriminação cometida contra a artista drag queen Nelly Winter pelo Sesc Arsenal, cuja gestão se recusou a realizar o lançamento do livro "Versa - Bardos em Linhas" pelo fato de Nelly ser uma das autoras da obra.



Não podemos mais conviver com atitudes LGBTFóbicas, machistas, racistas em nosso cotidiano, ainda mais por parte de uma instituição que representa um segmento social no qual, com certeza, a maioria não compactua essa posição e que, portanto, deveria se levantar e se manifestar.



É uma violência terrível privar da visibilidade uma autora literária LGBT, tendo em vista os enormes desafios que este segmento vence para ocupar espaço de poder e de expressão onde aquel@s que obedecem ao padrão heteronormativo historicamente sempre tiveram privilégio.



O Sesc é do povo e o povo é diverso. A produção literária LGBT precisa ser respeitada e visibilizada, pois é Arte e a Arte não privilegia nem obedece a parâmetros sociais. A Arte é livre e ensina a ser livre.




Exigimos que o Sesc Arsenal se posicione a favor da diversidade, mantendo, com isso, o legado de contribuição que tem dado à cultura mato-grossense e brasileira.



Queremos literatura LGBTQIA+ no Sesc e em todos os cantos da cidade!


MANDATO COLETIVO PELA VIDA E POR DIREITOS

VEREADORA EDNA SAMPAIO

Comentários


bottom of page