top of page
160ee6c0-457f-4996-9239-29b5d6455e6c.JPG

Edna visita Sintema e assina carta de intenções



Em reunião com o Sindicato dos Servidores Públicos da Carreira dos Profissionais do Meio Ambiente (Sintema) nesta quinta-feira (22), a vereadora e candidata a deputada estadual, Edna Sampaio (PT), disse que, se eleita, vai apostar em sua trajetória como sindicalista para ser um agente de diálogo entre servidores e executivo estadual.



A parlamentar, que já esteve na direção do Fórum Sindical e da Associação dos Docentes da Unemat (Adunemat), afirmou que será pró-ativa e não apenas reativa no trato com as demandas dos trabalhadores.


Ela também assinou carta de intenções junto aos Servidores Públicos.


“Precisamos instituir uma mesa de negociação para falar das perdas que tivemos nesses quatro anos em que amargamos esse governo. A negociação é essencial, nós já temos história no movimento sindical e queremos experimentar isso. Vou propor isso como uma forma de promover o respeito ao servidor público”, disse ela.


“Não vamos agir apenas respondendo a demandas dos sindicatos, mas construir situações onde possamos ser pró-ativos no parlamento, articulando com os demais deputados [...]. Tendo mais uma representação no parlamento, estaremos mais fortalecidos para pautar as questões que nos dizem respeito”, disse ela.

"O mandato será uma ferramenta para fazer aquilo pelo que lutamos esse tempo todo”, afirmou.


Edna criticou a perseguição e o desmantelamento das entidades sindicais por parte do governo do estado, dando como exemplo a suspensão da liberação das licenças para a atividade sindical.


Ela analisou que, embora a eleição de Lula traga mudanças positivas à política para o serviço público e um cenário mais favorável às entidades sindicais, o executivo estadual tem autonomia.


Ela defendeu o fortalecimento das carreiras, outra pauta dos servidores. Segundo eles, Mauro Mendes extinguiu 69 cargos da SEMA e contratou praticamente o mesmo número de terceirizados via processo seletivo simplificado, precarizando o órgão.



“Sabemos que o serviço público não se faz sem carreiras estruturadas. Não serão os cabos eleitorais, que a cada quatro anos os governos trocam para beneficiar seus interesses, que vão dar conta de serviços que só podem ser feitos de forma contínua e perene e que exigem qualificação”, disse a vereadora.


Edna assinou a carta de intenções entregue pelos sindicalistas, onde reivindicam também a luta contra os efeitos da PEC 32, que precarizou o serviço público; o reconhecimento das carreiras típicas de estado; boas condições de trabalho para servidores que atuam em ações externas; fortalecimento institucional do sindicato; proteção ao meio ambiente e valorização dos mais de 115 mil servidores ativos, inativos e pensionistas.


"Estivemos com a candidata para apresentar a carta de intenção de nossa categoria, e, ao mesmo tempo, ouvir suas propostas para o setor público. Vamos levá-las para que a categoria possa construir junta seu entendimento na hora de seu voto. Nós, da diretoria, desejamos sucesso e que ela possa, se eleita, fazer a diferença no parlamento”, disse o presidente do Sintema, Carlos Augusto Gomes de Oliveira.


Também estiveram presentes na reunião o vice-presidente do sindicato, Ewerton Almeida de Oliveira e Sousa, e a servidora Simoni Ramalho Ziober.

Comments


bottom of page