Edna propõe e Câmara aprova moção de repúdio à PEC 32

Atualizado: 4 de set. de 2021




Com 15 votos favoráveis, a Câmara Municipal de Cuiabá aprovou hoje (2) uma Moção de Repúdio contra a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) nº 32/2020, de autoria do governo federal, que trata sobre a “reforma administrativa” do Governo Federal.


Para a vereadora Edna Sampaio (PT), esta foi uma vitória da democracia no espaço do legislativo municipal.


Além de Edna Sampaio, votaram favoráveis os vereadores Michelly Alencar, Paulo Henrique, Dr. Luis Fernando, Cezinha Nascimento, Adevair Cabral, Chico 2000, Demilson Nogueira, Dídimo Vovô, Dilemário Alencar, Lilo Pinheiro, Marcus Brito Jr., Maria Avalone, Sargento Joelson e Sargento Vidal.


"Quero agradecer a todos que compreenderam a importância dessa nota, da sinalização do parlamento municipal, município que será o maior atingido por esta reforma de destruição do serviço público”, disse ela.


“Esta nota será enviada para a nossa bancada no governo federal. Foi muito importante essa decisão do nosso parlamento. A democracia nunca foi tão ameaçada como agora e nós precisamos reagir”, disse a parlamentar, citando os atos que estão sendo convocados para o próximo dia 7 de setembro.



“Aqueles que não convivem com a democracia estão chamando para atos antidemocráticos contra as instituições em Brasília e em São Paulo e nós, trabalhadores e trabalhadoras, que sempre lutamos pelos direitos, faremos (como fazemos há 21 anos) o Grito dos Excluídos no dia 7 de setembro”, comentou.


“Nossa luta não pára porque a tentativa de dar fim à democracia por parte do governo Jair Bolsonaro tem feito com que cotidianamente práticas autoritárias sejam instituídas, como aconteceu no colégio Notre Dame”, disse ela.