Edna em defesa do benefício a deficientes e idosos



Reunião com assistentes sociais

A vereadora Edna Sampaio (PT) está participando da mobilização popular contra as mudanças instituídas perla lei 14.176/2021 nas regras de acesso ao Benefício de Prestação Continuada (BPC).


Os movimentos organizados de defesa da assistência social estão alertando a população sobre os impactos negativos da lei, que restringe o acesso ao BPC de idosos e pessoas com deficiência e em situação de vulnerabilidade, pois, entre outras coisas, estabelece um limite de renda per capita máxima para a concessão, algo que não existia antes.


Também propõe mudanças radicais no modelo de avaliação da pessoa com deficiência, que passaria a ter como base uma avaliação puramente médica do paciente, algo muito diferente da abordagem biopsicossocial e multidisciplinar realizada atualmente, onde são considerados os aspectos sociológicos e o contexto. Assim, a lei diminui o alcance da análise da condição social da pessoa atendida.


Nesta sexta (23), ela participou de reunião com a deputada feral Professora Rosaneide, a assistente social e co-vereadora do Mandato Coletivo, Eliane Jukovski, e representes do segmento para discutir estratégias de mobilização dos parlamentares de diferentes bases para a votação do tema.


A vereadora e a deputada se comprometeram com uma agenda para o mês de agosto para a realização de audiências públicas sobre o tema, enfatizando a importância de sensibilizar os parlamentares e mobilizar toda a sociedade.


Na última quinta-feira (22), Elaine Jukovski também participou do espaço “Tribuna livre” da Câmara Municipal, onde compareceu, a convite da vereadora Edna, para falar sobre a realidade dos profissionais de assistência social e os impactos da lei sobre o acesso do cidadão aos serviços.