top of page
160ee6c0-457f-4996-9239-29b5d6455e6c.JPG

Basta de violência policial! Solidariedade à família de Diego Kallinisk.

Na madrugada deste domingo dia 05, o jovem Diego Kallinisk foi alvejado e morto ao resistir à prisão

e agredir um PM na cidade de Vera localizada no interior de MT.

Ocorre que Diego estava desarmado e poderia ter sido imobilizado facilmente pelos policiais que o abordaram. O motivo da abordagem foi perturbação da ordem e desrespeito à lei do silêncio.

Segundo imagens e testemunhas, o policial militar sequer tentou fazer uma imobilização após ser agredido verbal e fisicamente pelo jovem. Imediatamente sacou da arma e disparou vários tiros, inclusive despois de Diego estar imóvel caído no chão.

O Mandato Coletivo pela Vida e por Direitos manifesta sua indignação à violência policial, que em casos como este e tantos outros, levaram a morte de Diego. Ainda, sentimos junto à família e amigos a dor por este ato de extrema violência e que corriqueiramente vem atingindo a população jovem

mais pobre do país e prestamos aqui a nossa solidariedade com a família e amigos de Diego.

Exigimos que se abra processo, não só administrativo, mas criminal, contra os policiais que por ação

ou omissão permitiram tais atos.

Temos lutado para que haja capacitação e formação psicológica aos policiais, para que situações delicadas de conflito possam ser resolvidas dentro da legalidade e do respeito à vida da população.

Algumas medidas nesse sentido se revelam necessárias para a vigência da norma, como leis que obriguem câmeras nos uniformes, uma vez que é comprovado através de pesquisas, que a violência e abuso de poder foram reduzidos consideravelmente nos lugares em que a polícia era monitorada pelas câmeras de vídeo.

O governador do estado se diz orgulhoso de ter formado uma das polícias mais bem equipadas do

Brasil, no entanto, a performance de brutalidade e desrespeito a vida civil, precisa cessar.


Respeitamos e valorizamos o serviço dos órgãos de polícia, e ressaltamos que também a vida de um

indivíduo é o bem mais precioso, e que é dever da polícia garantir que ela seja preservada.

bottom of page